Últimas Fotos

FESTA DE ANIVERSÁRIO DA LAURINDA TURATTO DA COSTA FESTA  DAS  TORCIDAS FESTA... VOLTA AO MUNDO 2 SICREDI CENTROSUL MS - COLETIVA DE IMPRENSA

VEM AI MAIS UMA GRANDE FESTA DO RATTO EVENTOS

Vem ai 2 grandes atrações para a próxima festa....uma das melhores DJs de São Paulo. Violada do Velho Johnnie  aguardem 

PANTANAL GÁS,ACABOU SEU GÁS?LIGUE!

LAVA JATO MK,NÓS BUSCAMOS,LIMPAMOS E ENTREGAMOS O SEU CARRO

DAMIANI & CIA LTDA VENDA NO ATACADO

FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROUPILHA
TAMBÉM TEM MILHO QUIRERA
SAL UNIÃO
AÇÚCAR ESTRELA
 AGORA TEM ERVA MATE LARANJEIRAS PARA SEU CHIMARRÃO

VENDA NO ATACADO‏
TEL VENDAS: 3481 2143 - CEL. 9987 6077 
AV.PEDRO MANVAILLER CENTRO AMAMBAI MS.
 TEL VENDAS: CEL 0975-399593 CALLE 3 N°609 FRACCION SOLARES DEL AMAMBAY PEDRO JUAN CABALLERO - PARAGUAI 
TEL VENDAS: 3481 2143 - CEL. 9987 6077 AV.PEDRO MANVAILLER CENTRO AMAMBAI MS TEL VENDAS: CEL 0975-399593 CALLE 3 N°609 FRACCION SOLARES DEL AMAMBAY PEDRO JUAN CABALLERO - PARAGUAYcomo abrir uma loja de roupas
TEL VENDAS: 3481 2143 - CEL. 9987 6077 AV.PEDRO MANVAILLER CENTRO AMAMBAI MS TEL VENDAS: CEL 0975-399593 CALLE 3 N°609 FRACCION SOLARES DEL AMAMBAY PEDRO JUAN CABALLERO - PARAGUAY
FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROUPILHA VENDAS NO ATACADO TEL VENDAS: 3481 2143 - CEL. 9987 6077 AV.PEDRO MANVAILLER CENTRO AMAMBAI MS TEL VENDAS: CEL 0975-399593 CALLE 3 N°609 FRACCION SOLARES DEL AMAMBAY PEDRO JUAN CABALLERO - PARAG
FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROPI
FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROUPILHA VENDAS NO ATACADO como abrir uma loja de roupas
FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROUPILHA VENDAS NO ATACADO TEL VENDAS: 3481 2143 - CEL. 9987 6077 AV.PEDRO MANVAILLER CENTRO AMAMBAI MS TEL VENDAS: CEL 0975-399593 CALLE 3 N°609 FRACCION SOLARES DEL AMAMBAY PEDRO JUAN CABALLERO - PARAGUAYcomo abrir uma loja de roupas
FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROPILHAcomo abrir uma loja de roupas
FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROUPILHA VENDAS NO ATACADO
TEL VENDAS: 3481 2143 - CEL. 9987 6077 AV.PEDRO MANVAILLER CENTRO AMAMBAI MS TEL VENDAS: CEL 0975-399593 CALLE 3 N°609 FRACCION SOLARES DEL AMAMBAY PEDRO JUAN CABALLERO - PARAGUAYcomo abrir uma loja de roupas
FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROUPILHA VENDAS NO ATACADO como abrir uma loja de roupas
FEIJÃO E ARROZ NATIVO E FARROUPILHA VENDAS NO ATACADO como abrir uma loja de roupas

LOJA ANDRÉS CELULARES CURTA NOSSA PAGINA NO FACEBOOK.


           TEMOS TUDO EM TECNOLOGIA   
   SEMPRE TEM PROMOÇÃO PARA VOCÊ NA LOJA
ESTE MÊS, PROMOÇÕES 
 Ar-Condicionado Split 12bt 850,reais
 CELULAR ZTE COM RÁDIO FM DE UM CHIP,SÓ 50.REAIS PROMOÇÃO POR TEMPO LIMITADO
 FILMES E LANÇAMENTOS R$1,25
CELULARES E SMARTPHONES DA SAMSUNG,2CHIPS ANDROID  A PARTIR DE 100.REAIS DESBLOQUEADO

Tendo em vista os fatos referentes à ameaça contra o Presidente da Hutukara

Tendo em vista os fatos referentes à ameaça contra o Presidente da Hutukara 
Associação Yanomami (HAY) e roubo na sede do Instituto Socioambiental (ISA), em Boa Vista, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal em Roraima informam as seguintes medidas adotadas:
A gravidade dos fatos narrados no Ofício/HAY nº. 90/2014 ensejaram a imediata instauração de Inquérito Policial no intuito de apurar os autores do cometimento de tais crimes.
Como medida preventiva foi solicitado ao Secretário de Segurança Pública do Estado de Roraima o reforço de policiamento ostensivo na região onde ocorrera o aludido crime. O assunto foi discutido durante reunião realizada nesta quarta-feira (30 de julho) entre o Superintendente da Polícia Federal em Roraima, o Procurador da República Gustavo Kenner Alcântara e o Secretário de Segurança Pública, Amadeu Soares que se comprometeu a providenciar rondas periódicas no local para garantir a segurança dos indígenas.
Outrossim, foi solicitado através do órgão central da Polícia Federal – CGDI, o encaminhamento à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República a avaliação da possível inclusão da Liderança Indígena no Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos.
A título de esclarecimentos, a Superintendência da Polícia Federal no Estado de Roraima, em parceria com o Ministério Público Federal em Roraima, sempre realizaram Operações estratégicas com a finalidade de prevenção e repressão à diversos ilícitos na Terra Indígena Yanomami.
Como exemplo, podemos citar as operações Baixo Rio Branco, Curaretinga, Escudo Dourado I e II e Xawara deflagradas ao longo dos últimos seis anos.
Em todas estas operações houve prisão em flagrante de garimpeiros, destruição de balsas, apreensão de munições, armas, mercúrio, balança de precisão, rádio comunicador, gêneros alimentícios, moto-bomba, gerador, bem como, a destruição de diversos acampamentos utilizados pelos garimpeiros.
Destacamos que o objetivo principal destas operações de campo é justamente a desarticulação da atividade garimpeira dentro das reservas indígenas.
No tocante à Operação Xawara, deflagrada em 17 de julho de 2012, a Polícia Federal, com o apoio do Ministério Público Federal em Roraima, teve o objetivo de reprimir o garimpo ilegal na terra indígena Yanomami em Roraima.
A extração de ouro ocorre nos leitos dos rios por meio do bombeamento do material do fundo para a superfície de grandes balsas ou pela lavra em barrancos causando forte impacto ambiental.
No decorrer das investigações foram identificados cinco grupos criminosos que atuavam para manter o garimpo ilegal, sendo eles formados por aviadores, empresários ligados ao ramo de joalheria e proprietários de balsas e motores para a extração do ouro.
Vários aviões foram utilizados para o transporte com o fim de levar pessoas, maquinário, alimentação, mercúrio e munição para arma de fogo, vide balanço da Operação ao final e links com a repercussão na mídia.
A Terra Indígena Yanomami/Ye'kuana sofre com a pressão decorrente da expansão dos assentamentos, incluindo grilagem em área de fronteira, garimpo, desmatamento, pesca e caça ilegal, além de atividades madeireiras, ilícitos esses que trazem grande prejuízo às comunidades indígenas, tais como doenças, contaminação dos rios e nascentes, alcoolismo, mão de obra análoga a escrava e conflitos internos.
Desta forma, as missões em comento possuem o intuito de proteger a área de demarcação da Terra Indígena Yanomami da invasão de garimpeiros, coibir a prática de ilícitos, bem como garantir o usufruto ao meio ambiente sadio e a dignidade dos povos indígenas.
Balanço da Operação Xawara :
- 11 aviões utilizados pelos criminosos para a manutenção do garimpo na TIY;
- 3 empresas que receptam o ouro;
- 8 pilotos e um mecânico de aeronave que auxiliam na lavra ilegal do ouro levando insumos para o garimpo;
- 6 empresários proprietários de balsas e motores para a extração do ouro;
- 12 veículos utilizados diretamente pelo grupo para apoiar a atividade.
33 mandados de prisão temporária;
44 mandados de busca e apreensão;
Autorização para apreender 11 aviões;
Autorização para apreender ouro, pedras e metais preciosos;
Autorização para apreender 12 veículos;
Suspensão da autorização para pilotar aviões de oito pilotos e de um mecânico.
Xawara é o termo utilizado genericamente pelos índios com o fim de designar a palavra epidemia
                   Data 31/07/2014/ Brasilia 

A Polícia Federal enviou essa semana um delegado e um agente

A Polícia Federal enviou essa semana um delegado e um agente para a cidade de Roma, na Itália
 
para trazer de volta a Recife o ex-oficial israelense Gedalya Tauber, investigado e condenado na Operação Bisturi.
O ex-oficial estava foragido desde 2009 e foi preso na Itália pela polícia local após apresentar passaporte falso. Foi feito um pedido de extradição às autoridades italianas e o investigado deve cumprir no Brasil o restante de sua pena de 8 anos e 9 meses por conta dos crimes cometidos.
O preso foi condenado a 8 anos 9 meses e 22 dias pelo crime de tráfico de órgãos e formação de quadrilha.
No período de 2002 a 2003, o israelense, associado a cidadãos brasileiros, negociou a compra de rins de 19 cidadãos brasileiros, no estado de Pernambuco. Esses cidadãos, após exames médicos realizados no Brasil, eram levados à África do Sul, para a realização dos transplantes encomendados por cidadãos israelenses, os quais eram impedidos, por motivos religiosos, de se submeterem às cirurgias em seu país de origem.
                        Recife/PE - 31/07/2014

SENAD DETECTAN PRODUCCCIÓ DE MARIHUANA EM SAN PEDRO

DETECTAN PRODUCCIÓN DE MARIHUANA EN RESERVA FORESTAL DE SAN PEDRO

Varias hectáreas de cultivos ilícitos de marihuana fueron destruidas en la reserva forestal de una propiedad privada ubicada en el distrito de General Resquín, departamento de San Pedro. Agentes Especiales de la SENAD en coordinación con representantes de la SEAM realizaron el operativo.
Los Agentes Especiales de la SENAD recibieron información sobre la existencia de una estructura que estaría operando clandestinamente en la reserva forestal de una propiedad privada de la zona. En tal sentido, hicieron el seguimiento, y en la fecha, en compañía de la Fiscal Abg. Fani Aguilera y fiscalizadores de la SEAM ingresaron y patrullaron el bosque.
Tras un intenso recorrido, la comitiva antidroga detectó 3 parcelas de plantíos de Marihuana en etapa de crecimiento. Las mismas totalizaban 8 HECTÁREAS. La representante del Ministerio Público dispuso la destrucción de las plantaciones detectadas.
Con la destrucción de 8 HECTÁREAS de cultivos de CANNABIS,la SENAD evitó la producción de 24 TONELADAS DE MARIHUANA, que significa un perjuicio económico de aproximadamente 4 MILLONES 800 MIL DÓLARES AMERICANOS, puesto que según los datos manejados, el mercado final de destino era el Brasil.
Generalmente, las estructuras dedicadas a la producción de Marihuana ingresan clandestinamente a las reservas de propiedades privadas, donde montan campamentos para el cultivo y acopio de la hierba. En esos lugares, a más del ingreso ilegal y la producción de drogas, depredan grandes superficies de bosques. Por ese motivo, la SENAD realiza este tipo de operativos en coordinación con la Secretaría del Ambiente.
              Asunción,Paraguai 31 de Julio de 2014

DOF APREENDE 29 QUILOS DE MACONHA EM ÔNIBUS

DOF APREENDE 29 QUILOS DE MACONHA EM ÔNIBUS
Policiais do Departamento de Operações de Fronteira – DOF, em 29 de julho de 2014, por volta das 15h00min, durante bloqueio policial realizado na rodovia MS-289, região de Tacuru/MS, abordaram para fiscalização um ônibus intermunicipal com itinerário Paranhos – Amambai/MS.
Durante a vistoria foram localizados no interior de uma mala de cor preta, 25 (vinte e cinco) tabletes de maconha, que depois de pesados totalizaram 29,600kg (vinte e nove quilos e seiscentos gramas).
Foi identificado como proprietário da droga o passageiro R.L.T 27 anos, morador na cidade de Manhuaçu/MG.
Questionado a respeito da droga, o jovem informou ter sido contratada para levá-la da cidade de Paranhos/MS até a cidade de Manhuaçu/MG.
Diante dos fatos, R.L.T recebeu voz de prisão e foi encaminhado juntamente com  a droga apreendida à Delegacia de Polícia Civil da cidade de Tacuru/MS, para as providências pertinentes à Polícia Judiciária.
                         Disque Denúncia DOF: 0800 647 6300


                                 Dourados - MS, 30 de julho de 2014.