Indígenas denunciam novo ataque a Arroyo Korá

Indígenas denunciam novo ataque a Arroyo Korá



Lideranças indígenas guarani kaiowá informaram um ataque de pistoleiros hoje, 10, ao acampamento da área retomada de Arroyo Korá, no município da Paranhos. parece que eles esperam sair ,todos da funai os policiais  do local e ja começam novamente o ataque aos indigenas  foi pedido a presidencia da republica ,reforço urgente mas que os policiais nao saiam da regiao do conflito

Segundo os indígenas, no período da manhã, pistoleiros acamparam a aproximadamente 500 metros da comunidade e, por volta das duas horas da tarde, cerca de 30 pistoleiros atacaram o acampamento a tiros e derrubaram os barracos: “Os pistoleiros começaram a destruir as barracas e a atirar nos indígenas”, disse o líder guarani kaiowá, Dionísio.

A Funai informou a Polícia Federal, a Força Nacional e o Ministério Público Federal sobre o ocorrido. A Fundação deslocou um servidor, que saiu da CTL de Tacurú para o local do conflito, mesmo sem o acompanhamento da Força Nacional. Na tarde de hoje, a presidência da Funai informou e pediu providências à Presidência da República sobre a situação de insegurança dos acampamentos de Arroyo Korá e Potrero Guassú, ambos no município de Paranhos, Mato Grosso do Sul. Através do Ministério da Justiça, a Força Nacional foi autorizada a se deslocar até o acampamento de Arroyo Korá para verificar a situação.novamente neste momento a situaçao e de temor da parte dos indios ja que eles viram que basta apenas os policiais sairem e  os pistoleiros voltam atacar.;
  data 10/09/2012