Traficante é baleado ao tentar fugir do DOF em Amambai

Antônio César Pereira da Silva, de 43 anos, morador no Jardim América, em Ponta Porã, foi ferido com um tiro no tornozelo direito ao tentar fugir de uma equipe do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), com um veículo carregado com drogas, na tarde dessa segunda-feira, 22 de outubro, em Amambai.
O fato aconteceu na Rodovia MS-289, trecho que liga Amambai a Coronel Sapucaia, no trevo de acesso a Aral Moreira, a cerca de 25 quilômetros da cidade, em Amambai.
Segundo o DOF, a equipe havia montado barreira para averiguação de veículos quando ao se aproxima do local e perceber a barreira policial, um veículo Celta, cor prata, teria realizado manobra e tentado retornar.
A equipe saiu em perseguição, nos meios policiais chamado de “acompanhamento tático”, até que o carro deixou a via pavimentada e ao adentrar em uma estrada vicinal, os ocupantes, Antônio César, que estaria na direção e outro rapaz, posteriormente identificado como sendo Samuel Fernandes Machado, de 20 anos, morador em Anápolis, estado de Goiás, teriam deixado o veículo e tentado fugir a pé em meio a uma pastagem.
Após a dupla desobedecer à ordem para parar e ignorar os disparos de advertências, um dos policiais atirou contra Antônio César, que foi atingido no tornozelo.
Ao ver que o comparsa havia sido ferido, Samuel Machado também teria resolvido parar e se entregar aos policiais.
Segundo o DOF, em vistoria no veículo que a dupla viajava, foram encontrados divididos em fundos falsos, os chamados “mocós”, nas laterais, painel, tampa o porta-malas e até no interior do pneu de estepe, 85 tabletes de maconha, que depois de pesados, totalizaram 71 quilos e 500 gramadas da droga.
O carro, placas HLH 4616 de Belo Horizonte-MG, a maconha e os dois acusados, foram trazidos para Amambai.
Samuel Machado foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai para ser autuado em flagrante por tráfico de drogas e Antônio César levado para o Pronto Socorro do Hospital Regional de Amambai onde, após receber atendimento médico, ficou internado sob escolta policial.
De acordo com a Polícia Civil de Amambai, que assumiu o caso, após receber alta da unidade de saúde, Antônio também será autuado em flagrante por tráfico de drogas, crime que em caso de condenação acarreta em uma pena que varia de 5 a 15 anos de prisão, e encaminhado ao EPAM (Estabelecimento Penal de Amambai), onde permanecerá preso à disposição da Justiça.
Samuel levaria droga para Goiás
Na Delegacia em Amambai, Samuel Machado disse que receberia R$ 1 mil reais para levar o Celta até sua cidade de origem, Anápolis, em Goiás.
De acordo com o rapaz, que afirma já ter sido preso por porte ilegal de arma em seu estado, ele desconhecia a existência da droga no veículo.
Em relação a seu acompanhante, baleado pelo DOF, ele afirma não conhecer. Segundo Samuel, o ferido só o acompanharia até Amambai para evitar que ele se perdesse em relação ao destino a seguir, já que afirma não conhecer nada na região.