Suplente de vereador é preso acusado de ter furtado veículo

Suplente de vereador é preso acusado de ter furtado veículo

A Polícia Militar de Nova Casa Verde prendeu o suplente de vereador por Nova Andradina, Reinaldo José dos Santos, 40 anos, conhecido como "Manobra", acusado de participadão no furto de um veículo.
Segundo informações do site Nova News, na noite da última quinta-feira, dia 10 de outubro, eles realizavam policiamento de rotina quando se deparam com um veículo suspeito. No momento da abordagem, o motorista do GM/ Meriva, com placas de Campo Grande, disse que não possuía CNH (Carteira Nacional de Habilitação).
Ao checar a documentação, também foi constatado que o carro estaria somente com o licenciamento em atraso, motivo que levou os policias a apreenderem o veículo.
Na sexta-feira, dia 11, os militares receberam a informação do furto de um carro com as mesmas características e, ao checar o sistema da polícia, ficou constatado que se tratava do mesmo veículo GM/Meriva apreendido na noite anterior. Os policias saíram em diligências e encontraram um homem de 41 anos no Terminal Rodoviário de Nova Casa Verde á espera de um ônibus para retornar para Campo Grande, cidade de onde o carro teria sido furtado.
Em depoimento gravado em áudio e vídeo, o acusado que foi detido em flagrante e confessou o furto. Ele disse que era funcionário da vítima, uma mulher, e afirmou que estaria a serviço do suplente a vereador "Manobra", que segundo o acusado, pagaria R$ 4 mil pelo Meriva, segundo o Nova News.
Após as acusações do autor do furto, a polícia chegou até "Manobra" que foi autuado em flagrante, por co-autoria no crime de furto. Ambos permanecem presos em Nova Andradina e, segundo as primeiras informações, um advogado entraria na manhã de segunda-feira (14) com tentativa de relaxamento da prisão.
Ainda durante o flagrante, o autor do furto teria relatado outras várias acusações contra "Manobra", inclusive que ele já teria transportado entorpecentes, armas e outros carros, até a região de Nova Casa Verde. A polícia Civil segue nas investigações sobre o caso

 FOTO POLICIA MILITAR

DATA 15/10/2013   AMAMBAI MS