PRF – Operação Falcon II

DE DECIBILÍMETRO A HELICÓPTERO
OPERAÇÃO FALCON II
PÕE FIM A ÉPOCA DE GRANDE
QUANTIDADE DE CRIMES DE
TRÂNSITO EM VIA PÚBLICA,
PROPICIANDO REDUÇÃO NO
NÚMERO DE ACIDENTES

DE DECIBILÍMETRO A HELICÓPTERO - Operação 
Falcon II põe fim a época de grande quantidade 
de crimes de trânsito em via pública, propiciando 
redução no número de acidentes.


PRF – OPERAÇÃO FALCON II PRF – OPERAÇÃO FALCON II PRF – OPERAÇÃO FALCON II PRF – OPERAÇÃO FALCON II PRF – OPERAÇÃO FALCON II PRF – OPERAÇÃO FALCON II
A Operação Conjunta Falcon II, promovida pela Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Federal e Ministério Público chegou ao seu final deste domingo (16) com os resultados abaixo. A operação ocorreu dos dias 13 a 16 de agosto de 2015 e teve como objetivo garantir a segurança e a fluidez do trânsito, nas proximidades do evento de motos que ocorre na cidade com grande número de participantes atraídos para a cidade nesta época. Além de ter transcorrido sem nenhuma morte, houve registro de queda no número de acidentes em comparação ao evento do ano passado. A redução de acidentes ocorreu na Br 262 e foi ainda mais acentuada dentro da cidade, conforme dados da POLÍCIA MILITAR.

A integração das forças policiais e do Ministério Publico ocorreu, mais uma vez, de forma a favorecer os resultados positivos. No Sábado (15) um condutor de uma camionete F250 foi autuado por crime ambiental. A multa foi aplicada no valor de 5 MIL REAIS pois o condutor estava usando potente equipamento na carroceria do veículo em frente a um dos hotéis da cidade. Para a constatação da infração, a Polícia Militar utilizou-se de um DECIBILÍMETRO. Aparelho que mede a quantidade de ruído produzido por uma fonte sonora.

Houve também condutor que teve a A CNH apreendida por estar empinando sua motocicleta e pagará multa de R$ 1.915,40 . Para a abordagem, a equipe da PRF utilizou de duas motocicletas Harley-Davidson, adequadas para este tipo de operação.

Enquanto os policiais em terra faziam as abordagens, o Helicóptero da PRF/MS fazia ronda para evitar que condutores fugissem das abordagem, como ocorreu em outras fiscalizações relacionadas a eventos com moto na Cidade o que gerou a necessidade de lançar mão da ferramenta.

Os radares fotográficos registraram 1378 multas de excesso de velocidade, com caso de condutor atingindo velocidade de 198 Km/h conforme foto que segue.

Com um histórico de grandes problemas em via pública, a época do evento de motocicleta em Três Lagoas, vinha registrando um crescente número de crimes e infrações de trânsito, que a atividade ordinária das polícias já não podia conter. Com o advento da Operação Falcon , os disputadores de rachas e outros motociclistas que promoviam manobras arriscadas, foram coibidos e a normalidade foi devolvida a cidade durante o encontro de motos.

Conforme Registros da Polícia Civil e Militar, foram registrados na cidade casos de embriaguez ao volante, vejamos os números:

OPERAÇÃO FALCON II-

COMPARATIVO 2014 / 2015

Testes de Alcoolemia - 776 / 1131
Flagrantes de embriaguez: 87 / 28
Prisões por embriaguez ao volante: 24 / 3
Pessoas Presas por Crime de Trânsito: 24/ 3
Pessoas Fiscalizadas :2664 / 3238
Veículos Fiscalizados 3096 / 2654
Ultrapassagens proibidas: 20 / 44
CNH recolhidas: 98 / 52
Multas de radar: 970 / 1.378
Total de Multas 1921/ 1998.
Veículos apreendidos 27 / 19

Maconha Apreendida: 0/23,8 Kg
Pessoas apreendidas por tráfico de drogas: 0/2

Acidentes sem vítima 6 / 2
Acidente com vítima 2 / 1
Ferido: 3 / 1


Dados Policia Civil:

Tráfico de Drogas pessoas presas: 4/1
Crimes Contra a Honra: 1/0
Lesão corporal trânsito 5/4
Flagrantes embriaguez: 24/5

Dados Polícia Militar:

2014/2015/diferença

Número de Ocorrências:72/63/-9
Direção Perigosa: 3/1/-2
Poluição Sonora 0/1/-2
Acidente com vítima 16/5/-10
Acidente sem vítima: 8/0/-8
Motos recuperadas: 2/1/-1
Carro recuparado 1/0/-1
Veículos apreendidos 16/9/-7
Autos de Infração 68/38/-30
CNH recolhida 8/8/0
Pessoas sem CNH 10/10/0
Embriaguez ao volante 4/4/0

Campo Grande/MS, 18 de Agosto de 2015