PRF Prende Especializados em Fraude de Bingo

PRF PRENDE ESPECIALIZADOS
EM FRAUDE DE BINGO

PRF Prende Especializados em Fraude de Bingo.

Apae em Corumbá foi a última vítima. Fraudadores subtraíram carro zero com golpe.

Policiais Rodoviários Federais realizarm a prisão de dois homens que se especializaram em fraudar bingos. A abordagem ocorreu às 18h30 na Unidade Operacional Guaicurus (Miranda). Claiton Valdomiro Anholeto, 35 anos conduzia um veículo Chevrolet Prisma, placa FQO 1180 de Barretos/SP e tinha como passegeiro Claudio Roberto de Lima Leite, 60 anos. Em consulta mais detalhada os PRFs descobriram que Claiton já possuia antencedentes criminais on Estado do Acre por fraude a jogos de bingo.

Os policiais descobriram também que no dia anterior, (08/09) acabara de ocorrer um bingo da APAE no qual o prêmio máximo foi um Fiat Palio zero Km. Em consultas, também descobriram que o ganhador do prêmio foi Hélio de Oliveira. Feito contato com o diretor da APAE, este enviou uma foto do ganhador com o carro e confirmando que as pessoas aboradadas pelos policiais eram as mesmas da fotografia enviada pelo direitor da APAE.

Diante das informações contraditórias, foi realizada entrevista na qual os abordados confessaram ter fraudado o Bingo da APAE da seguinte forma: conforme eram sorteados os números, Claiton adulterava com estilete e carimbo os números, inserindo os números sorteados, posteriormente passou um bilhete para Hélio e outro para Cláudio. Cláudio se encarregava de dar o primeiro alarme como ganhador mas faltava um número, posteriormente Hélio se declarou como ganhador e levou o prêmio utilizando-se da cartela adulterada. O veiculo seria vendido na propria concessionaria onde a APAE comprou, e o valor depositado para Helio. A cartela adulterada foi enviada por correio para o endereço de Cleiton e o carimbo jogado fora no quarto do hotel. Foi encontrado no interior do veículo tinta para carimbo, dois estiletes, protetor solar bocal utilizada na raspagem com estilete, o comprovante dos correios de envio da cartela adulterada. A quadrilha realizava esse tipo de fraude em diversos Estados do país. Foram enquadrados no crime de formação de quadrilha e estelionato na modalidade tentada. Encaminhada a PC de Corumbá.
Corumbá/MS, 9 de Setembro de 2015