Contrabandista Tenta Fugir do DOF, Sofre Infarto e Morre

DEPOIS DE TENTAR FUGIR
DE ABORDAGEM DO DOF,
CONTRABANDISTA SOFRE
INFARTO E MORRE NA
REGIÃO DE MARACAJU

Depois de Tentar Fugir de Abordagem do DOF, Contrabandista
Sofre Infarto e Morre na Região de Maracaju.

Seneval Cardoso de Moura Neto de 44 anos, morador em Taguatinga/DF, sofreu um infarto durante tentativa de fuga, após ser flagrado com 60 caixas de cigarro na região de Maracaju/MS.

O fato ocorreu na manhã dessa quarta-feira(21) por volta das 09hs, durante patrulhamento itinerante de fronteira na BR 267, entre Maracaju e Guia Lopes da Laguna, sendo avistados um GM Astra de cor prata com placas de São Paulo/SP e um Nissan Sentra de cor prata com placas de Campo Grande/MS que trafegavam em sentido contrário, que ao perceber a presença policial fizeram um a manobra brusca e tentaram evadir-se por uma estrava vicinal paralela a rodovia, sendo acompanhados pela guarnição e abordados próximo a uma mata.

Os condutores abandonaram os veículos que continham cerca de 60 caixas de cigarro produto de contrabando do Paraguai e homiziaram-se na mata, sendo localizado Francisco de Lima Carvalho filho de 40 anos, morador em Taguatinga/DF condutor do Astra e logo após Seneval Cardoso de Moura Neto de 44 anos, condutor do Nissan Sentra, que tentou empreender fuga da guarnição, sendo contido pela guarnição. Que Seneval apresentou ofegância e fadiga, informando que sofria de hipertensão e ter problemas cardíacos, sentando e desmaiando.

A guarnição realizou o procedimento de socorro emergencial (RPC) por cinco minutos e como necessitava de socorro especializado foi encaminhado diretamente ao Hospital de Maracajú, onde foi recebido ainda com vida, mas vindo a óbito logo depois.

A causa morte apurada pelo Hospital Municipal de Maracaju foi Hipertensão Arterial Sistêmica. Foi localizado no carro que Seneval conduzia 31 caixas de cigarro e ainda um rádio transceptor utilizado para tentar burlar os bloqueios policiais no transcurso. No veículo que Francisco conduzia foram localizadas 29 caixas de cigarro. A carga que teria com destino a cidade de Brasília/DF, foi avaliada em 135mil reais. O caso foi registrado como Contrabando, Direção Perigosa e Desenvolver Atividades Clandestina de telecomunicações na delegacia de Corumbá/MS.



Corumbá/MS, 22 de Outubro de 2015