Em 12 meses, DOF Provoca um Prejuízo de 64 Toneladas de Drogas ao Narcotráfico

64 TONELADAS DE DROGAS É O TAMANHO DO PREJUÍZO QUE O DOF DEU AO NARCOTRÁFICO NA FRONTEIRA

A direção do Departamento de Operações de Fronteira, através de sua Assessoria de Comunicação Social do DOF, divulgou na manhã dessa quinta-feira(22), um balanço das apreensões dos últimos 12 meses, apontado novamente para quebra de recordes, principalmente na apreensão de maconha na fronteira sul do estado.

Foram apreendidos no período 64 toneladas de maconha (média de 175 quilos por dia); 540 quilos de cocaína (média de 1,5 quilo por dia); 379 pessoas presas em flagrante por tráfico de drogas (mais de uma por dia) e 124 veículos produto de roubo/ furto recuperados. 

Os números são resultados de mais de 9mil bloqueios policiais realizados em toda a fronteira do Estado de Mato Grosso do Sul, sendo abordados 193 mil veículos e checadas mais de 200 mil pessoas, sendo que destas 116 pessoas foram presas por possui em aberto mandados de prisão.

Neste mesmo período o DOF realizou diversas operações voltadas ao combate do “tráfico formiguinha”, ao contrabando e descaminho, além de apoiar diversas operações de segurança na área fronteira, como conflitos indígenas nas regiões de Amambaí, Antônio João e Caarapó, Operação Ágata 10 e 11 do Exército Brasileiro e representação nas exposições agropecuárias e festas populares em toda a fronteira.

Além da repressão, o Departamento trabalha também na frente de prevenção através do projeto Diga Não ao Crime, que só no ano de 2016, prestou atendimento através de palestras a mais de 1.300 jovens e adolescentes de 13 a 17 anos, de escolas públicas, particulares e igrejas na região de fronteira, explicitando as consequências criminais do uso e do tráfico de drogas.

Outra prestação de serviço à comunidade fronteiriça é disque denúncia do DOF – 0800-647-6300, que garante o sigilo da fonte através de denúncia anônima. Os técnicos de comunicação do Departamento, recebem 24hs por dia denúncias de crimes e infrações de toda a região de fronteira e também de outras regiões do Brasil, sendo que as situações que não forem da jurisdição do DOF, são repassadas as autoridades competentes.

“A gestão do Departamento, somado o empenho do governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, na pessoa do Secretário José Carlos Barbosa e a qualificação dos profissionais que fazem parte da tropa de operacionais da fronteira, torna possível os resultados alcançados, que são muito importantes no combate ao crime nas fronteiras do nosso Estado e ainda mais importante para as regiões que recebem cargas de drogas que saem do Paraguai e da Bolívia.” conclui o diretor do DOF, Coronel PM Ary Carlos Barbosa.
DOF/MS, 24 de Junho de 2016