CORONEL C. BARBOSA SE DESPEDE DE DOURADOS E PASSA A DIREÇÃO DO DOF

CORONEL CARLOS  BARBOSA SE DESPEDE DE DOURADOS E PASSA A DIREÇÃO DO DOF NESSA SEXTA-FEIRA
Ary Carlos Barbosa, hoje ocupando o posto de Coronel da Policia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, com formação acadêmica em direito e bacharel em Segurança Publica pela Academia de Oficiais do Barro Branco em São Paulo/SP, foi designado para comandar o 3º Batalhão de Policia Militar de Dourados/MS, em 02 de junho de 2011, tendo em quatro anos implementados diversas ações que perduram até o momento, como o policiamento comunitário.
Durante a gestão do Coronel C. Barbosa, o 3º Batalhão esteve sempre em destaque no alcance das metas estabelecidas pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, tendo os melhores índices por duas anos e ficando entre as três melhores por mais quatro anos.
A gestão comprometida com os resultados, alavancou o nome do então Tenente Coronel C. Barbosa e o governo do estado fez a indicação de seu nome para assumir a direção do Departamento de Operações de Fronteira em janeiro de 2015.
A forma dinâmica de fazer gestão e a simplicidade em sua execução, foi um dos pontos forte na direção do DOF nos últimos dois anos, sendo que neste período houveram muitas quebras de recordes com relação a apreensão de drogas, contrabando, apreensão de veículos produtos de ilícitos e a prisão de criminosos ao logo dos mais de 1500 quilômetros da linha de fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai e a Bolívia, tendo nessa missão a direção compartilhada com o Tenente Coronel Gilberto Lino dos Santos – atual subdiretor do DOF, que conta com um currículo notável e a experiência de mais de 15 anos no departamento.
Os números são os mais positivos possíveis na gestão do Coronel C. Barbosa, sendo retirada de circulação mais de 120 toneladas de drogas, aproximadamente 1,5 milhões de pacotes de cigarro contrabandeado do Paraguai, recuperados 335 veículos produto de roubo/ furto, apreendidas 150 armas de fogo e mais de 7mil munições, além de ter realizado a prisão de mais de 1.600 infratores, principalmente pelo crime de tráfico de drogas.
Foi institucionalizado o SIGO como base para confecção e gestão da informação e de ocorrências realizadas pelo DOF que, até então, não se utilizava dessa ferramenta para a gestão do serviço da unidade, tornando a rotina operacional transparente e acessível.
Mas na gestão do Coronel Ary Carlos Barbosa, a repressão dividiu o foco com a qualificação profissional e com ações de prevenção.
Nos dois últimos anos, foram qualificados pelo Curso de Unidade Especializada e Fronteira (28 CUEF) e pelo Curso de Especialização em policiamento de Fronteira (5º e 6º CEPFRON), quase 100 profissionais, de diversas unidades de segurança do Brasil e ainda um promotor de Justiça do Ministério Público de Dourados.
Houveram ainda diversas qualificações e instruções realizadas por policiais do DOF ao Exército Brasileiro, um dos principais parceiros do Departamento de Operações de Fronteira e a policiais de Tocantins, Goiás e Mato Grosso.
Na área preventiva, o DOF implementou através de sua Assessoria de Comunicação Social a visita e palestra em escolas da região de fronteira com o projeto “DIGA NÃO AO CRIME”, que visa inibir a iniciação criminal de jovens e adolescente na região de fronteira, atendendo nesse período mais de 5,5 mil pessoas. Interessados em receber a palestra “DIGA NÃO AO CRIME”, entrar em contato pelos telefones 3410-4800 ou 9-9987-9514.
Durante esse período, foi implementada pela direção do DOF, operações conjuntas com a PRE, PRF, PM e outros órgãos de segurança na fronteira, através do GGIFron (Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira), atualmente dirigido pelo Coronel Edimilson Alves de Oliveira, tendo como foco de suas ações a linha internacional entre Ponta Porã/MS e Pedro Juan Caballero/PY e também Corumbá/MS e Porto Quijarro/BO. Drogas, prisão de foragidos e uma grande apreensão de moedas americanas (dólares), cerca de 2,5 milhões, foram os principais resultados alcançados pela integração desses órgãos, através do GGIFron. 
A cooperação com os órgãos de inteligências de outros estados também foi bastante estimulada durante essa gestão, podendo destacar a parceria estabelecida com a DENARC/SP, DENARC/PR e Agencias de Inteligência do MT, GO e TO.
Em junho de 2016, cinco policiais do Departamento de Operações de Fronteira, incluindo o Coronel C. Barbosa, foram homenageados e condecorados com a Medalha “Policial do Ano de 2016”, pelos excelentes serviços prestados não somente a comunidade fronteiriça, mas a toda sociedade brasileira, reprimindo de forma exemplar crimes que transcendem fronteiras e divisas, como o tráfico de drogas e armas.
O Coronel C. Barbosa chefiou pessoalmente diversas operações na área de fronteira, se destacando principalmente durante o conflito entre indígenas e produtores na região de Antônio João/MS, onde com uma ação incisiva do DOF em conjunto com policiais da Força Nacional, evitaram mortes durante esse conflito.
Houveram ocorrências policiais que ecoaram em todo o Brasil, como a apreensão de 5mil comprimidos de ecstase em julho de 2015; apreensão de mais de 13mil micro pontos de LSD em janeiro de 2017; apreensão de mais de 7 toneladas de maconha em fevereiro de 2017. Houveram ainda apreensões inusitadas como maconha em pneus; cocaína e caixas de suco, em garrafas de bebidas alcoólicas, em quadros e em roupas;
A representatividade e publicidade do DOF também cresceu muito nos últimos anos, tendo uma participação mais efetiva nas principais feiras agropecuárias da fronteira e a participação como colaborador na EXPOAGRO em Dourados, EXPOAC em Caarapó e EXPOITA em Itaporã; a criação de um grupo de notícias voltado para jornalistas e profissionais de imprensa; criação de mídias sociais para interagir com a comunidade; participação semanal em rádios, programas de televisão, colunas em jornais da fronteira e divulgação institucional pelo site www.dof.ms.gov.br e pelas fanpage DOF EM AÇÃO, OFICIAL DOF e Projeto DNC.
Com o grande destaque profissional nesses quase 6 anos de trabalho na região de Dourados, o Coronel Ary Carlos Barbosa, recebeu do Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública do MS, José Carlos Barbosa, o convite para assumir o cargo de Superintendente de Segurança Pública na SEJUSP, onde as funções passam pela gestão do DOF, CIOPS e da Coordenadoria de Pericias do MS, aceitando de pronto o novo desafio.
Os números alcançados no 3º BPM e  DOF nos últimos seis anos, falam por si, com isso tenho a tranquilidade de assumir esse novo desafio em minha carreira policial, sabendo que durante o período em que prestei serviços na região de Dourados, busquei o melhor de cada comandado, sendo um motivador e parceiro para o trabalho, pelo que me despeço com o sentimento de dever cumprido não somente pelo trabalho, mas pela aquisição de amigos e parceiros nessa caminhada onde fui recebido de braços abertos pela cidade de Dourados.” Conclui o diretor do DOF e novo Superintendente de Segurança Pública Coronel PM Ary Carlos Barbosa.
A direção do DOF, será repassada ao Coronel PM Kleber Haddad Lane no dia 03 de março de 2017, as 9hs da manhã, com solenidade publica prevista para ocorrer na sede do DOF em Dourados/MS