PRF apreende 960kg de maconha e prende os batedores da carga ilícita

*PRF apreende 960kg de maconha e prende os batedores da carga ilícita*
A droga saiu da fronteira e teria como destino a capital sulmatogrossense.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na manhã de hoje (25 de outubro) 960kg de maconha e prende três homens: o motorista e dois que seriam os “batedores” da carga.

Os policiais fiscalizavam na BR-267 km 470, na Unidade Operacional da PRF em Guia Lopes da Laguna/MS, quando abordaram uma GM/S10 com placa de Campo Grande/MS, conduzido por um homem de 41 anos.
Na cabine na caminhonete foi possível visualizar grande quantidade de maconha, que também ocupava toda a carroceria. Ao todo, a droga somou 960 kg (novecentos e sessenta quilos). No interior do veículo os policiais ainda encontraram um par de placas de Uberlândia/MG e um radio de telecomunicação.
Em verificação aos sinais de identificação veicular, foi possível observar adulterações sendo o veículo original de Várzea Grande/MT com registro de furto/roubo em 17/02/2016, na cidade do emplacamento.
Questionado, o homem informou que foi contratado para transportar a droga de Ponta Porã/MS para Campo Grande/MS, onde receberia o pagamento. Ele disse ainda que dois veículos faziam o serviço de “batedor” da carga.
Na sequência da apreensão da caminhonete, os policiais observaram VW/Saveiro suspeita. O veículo, com placa de Campo Grande/MS era conduzido por um homem de 24 anos. O homem não soube informar o motivo da viagem. Em fiscalização à pick up os policiais encontraram um rádio transmissor, funcionando na mesma frequência que o rádio encontrado na S10. Indagado, o homem respondeu que fora contratado para seguir a frente da caminhonete e informar se havia fiscalização policial. Ele admitiu ter instalado os rádios nos veículos.
Um terceiro veículo suspeito, um Honda/Civic com placa de São Paulo/SP. Ao visualizar a barreira policial, o sedan tentou desviar, mas foi abordado pela equipe. O condutor, um homem de 23 anos se mostrou bastante nervoso e admitiu que fazia a serviço de “batedor” da caminhonete, junto com a Saveiro. No interior do veículo também havia um rádio comunicador com a frequência igual a dos outros dois veículos.
Os três homens mostraram com funcionava a comunicação entre eles nos veículos. Cada homem tinha ainda um aparelho celular para auxiliar na comunicação bem como uma quantia em dinheiro que somou R$ 3.854,00 (três mil oitocentos e cinquenta e quatro reais).

Os homens, os três veículos, a droga e o dinheiro foram encaminhados à Polícia Civil de Guia Lopes da Laguna/MS.