MULHER COM FILHA DE CINCO ANOS É PRESA TRANSPORTANDO ARMA DE GROSSO CALIBRE E MUNIÇÃO DE GUERRA PRÓXIMA A REGIÃO DE FRONTEIRA
 Quem via uma mulher de 28 anos com sua filha pequena, de 5 anos, transitando a bordo de uma caminhonete S10 pela MS 164 no interior do estado do Mato Grosso do Sul na manhã de domingo (18) por volta das 10:00 hs, jamais poderia imaginar; mas dentro do veículo ela carregava um fuzil AK-47 - arma usada por exércitos e conhecida por ser a favorita de traficantes - além de 19 carregadores e cerca de 2.500 munições de calibres variados, inclusive de ponto 50, apropriado para guerras e capaz de derrubar helicópteros.
 O flagrante realizado na manhã de domingo por uma equipe da Polícia Militar Rodoviária, em frente da base operacional da cidade de Vista Alegre, na região de Maracaju.
Para piorar a situação, o carro usado pela mulher tinha problemas, a começar pelo motor, com a numeração raspada propositalmente para dificultar sua identificação. Além disso, a placa era de Jataí (GO), mas na verdade dentro da caminhonete existiam duas outras placas, ambas de Jussara, cidade também do interior goiano, que no registro consta como pertencente a veículos da mesma marca e modelo.
 Levada à delegacia de Maracaju, a suspeita contou sua versão, manifestando ser moradora da cidade de Campo Grande e disse que fora visitar a mãe em Ponta Porã, quando recebeu uma ligação com uma oferta que parecia tentadora: voltaria à Capital de carro, fazendo em troca a gentileza de levar o veículo recheado.
 Assim que chegasse em Campo Grande, a mamãe deveria esperar por um novo contato. Levaria o veículo a um hipotético comprador, em lugar a ser marcado.
Faria o trabalho de graça, apenas pela oportunidade de uma viagem mais rápida e a economia na passagem de ônibus.
 Ainda em seu depoimento, a suspeita disse desconhecer que havia as armas no interior da caminhonete e que lhe fora informado que a documentação do carro estava em ordem. Único ponto verdadeiro, aliás, visto que a ausência de queixas de roubo, furto ou afins.
 A mesma foi encaminhada a delegacia de Policia Civil para os procedimentos cabíveis.