Polícia Civil prende homem autor de feminicídio em Amambai - MS


 A Polícia Civil prendeu na manhã dessa quinta-feira, 28 de fevereiro, um homem de 48 anos, acusado de matar a esposa a facada, em Amambai.
 O feminicídio, que teve como vítima a indígena Adriana Gomes, de 38 anos, aconteceu na quinta-feira passada, dia 21, na aldeia Amambai. De acordo com a polícia Milton Homero, que também é indígena, matou a mulher porque não aceitava o fim do relacionamento. Ela, que tinha medida protetiva em favor expedida pela justiça depois de ter sido agredida com uma facada na mão pelo então marido durante uma briga em dezembro do ano passado, foi assassinada com uma facada no peito, golpe que transfixou e saiu nas costas.
 De acordo com a polícia o assassinato aconteceu quando a vítima tomava tereré com amigas e foi presenciado pelos filhos do casal.
 A prisão: Após cometer o crime, Milton Homero fugiu tomando rumo ignorado e passou a ser procurado de forma contínua pela Polícia Civil.
 O acusado acabou localizado e preso na manhã dessa quinta-feira (28) no Assentamento Guayvyry, uma área de terra ocupada por indígenas, localizada às margens da Rodovia MS-386 que liga Amambai a Ponta Porã, em um trecho da rodovia estadual que corta o município de Aral Moreira.
 A operação que resultou na localização e na prisão do autor do feminicídio contou com a participação de dois delegados; Dr. Pedro Ramalho, delegado titular em Amambai e Dr. Eduardo Ferreira de Oliveira, titular em Aral Moreira. Segundo Dr. Pedro Ramalho, Milton Homero foi localizado em um barraco construído de forma isolada no meio da mata, já com o objetivo de se manter escondido. Trazido para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai, Milton Homero, que já tem mandado de prisão expedido pela justiça em seu desfavor em decorrência do assassinato da esposa, foi ouvido para depois ser encaminhado à PAM (Penitenciária de Amambai), onde deverá permanecer preso à disposição da justiça.
 Informações: A gazeta News.